Quais são os tipos de suportes que podem ser utilizados em ortodontia

Há anos que cada vez são mais as pessoas, adultos ou jovens, anônimos ou famosos, que se somam a conseguir um sorriso bonito e dentes bem posicionados, com a ajuda da ortodontia. Os dentes mal posicionados não são apenas uma questão de estética, mas que podem incidir negativamente em nossa saúde, causando, por exemplo, problemas de maloclusión e das articulações temporomandibulares. Por isso é necessário que recorramos a um profissional que cuide do nosso sorriso e saúde bucal.
Mas ultimamente está muito na moda da ortodontia invisível, não é um tratamento viável em todos os casos. Na maioria das vezes, recorre-se aos brackets para resolver a malposed dental, apesar de muitas vezes nos perguntamos como os brackets que são?.
O tratamento com brackets, que podem ser de diferentes tipos, dependendo de nossas necessidades e também de nossos gostos, nos permite fazer uma vida perfeitamente normal uma vez que foram colocados. É um tratamento que pode durar desde alguns meses até períodos mais longos, de anos, dependendo do estado anterior da boca do paciente.
Quais são os diferentes tipos de brackets que existem?
Brackets metálicos:
São os tradicionais, que vem usando desde o início. Este tipo de brackets adapta-se a todos os tratamentos de que necessita o paciente. A contrapartida é que, ao ser metálicos, costumam destacar bastante sobre os dentes, por isso que muitas pessoas optam por outros tipos de ortodontia mais estética. Dentro dos brackets metálicos existe uma segunda classe que é chamada de “autoligáveis”: estes brackets, em vez de levar uma borracha, como os convencionais, levam um clip que permite a passagem do arco unindo o bracket ao arco. Isso faz com que os tratamentos sejam mais rápidos e fáceis, e as citações de ajuste são menores do que no caso dos brackets metálicos convencionais.
Brackets estéticos de cerâmica:
Em vez de colocar uma peça de metal sobre os dentes, colocar uma peça de cerâmica, muito resistente e de uma cor semelhante ao da peça dentária, o que permite que seja muito mais estético, especialmente se o paciente conta com um sorriso branco. As desvantagens deste tipo de brackets é que o tratamento é um pouco mais caro e longo, e que as borrachas brancas elásticas, que liga o arco ao bracket, é possível tingir-se, por isso há que mudá-las com frequência.
Brackets de safira:
Este tipo de brackets são um tratamento praticamente invisível, já que são feitos em cristal de safira, que é quase transparente e muito resistente. Seu efeito é o mesmo que o dos brackets metálicos convencionais, e a única coisa que muda é o material dos mesmos. São brackets que, sempre que se mantenha uma boa higiene dental, não têm por que se manchar nem se desgastar. Seu preço é mais elevado do que nos casos anteriores, e é preciso ser muito conscienciosos na hora de limpá-los, escovando os dentes no mínimo três vezes ao dia e usando o fio dental.
A ortodontia invisível: um passo adiante
Não se trata de brackets propriamente ditos, mas a ortodontia invisível é um tratamento com as mesmas funções que eles: corrige o alinhamento dos dentes em casos de apinhamento, dentes muito separados, mordida cruzada, sobremordida e protusión. A chave deste tratamento é que se trata de uma ortodontia removível que podemos tirar de, em qualquer momento e que, além disso, passa praticamente despercebida à vista.
Os tratamentos com a ortodontia invisível não costumam ser muito longos, mas sim algo mais caros do que os tratamentos tradicionais.